fbpx
SíndicoLab Responde
Teste de estanqueidade

Teste de estanqueidade SíndicoLab Responde

 

A segurança do condomínio deve ser uma prioridade de todos que moram no local, e não apenas dos funcionários e do síndico. Cuidar bem das instalações, estejam as mesmas nas áreas comuns ou privativas, é um imperativo.

As tubulações de gás em condomínio devem contar com uma manutenção preventiva séria, uma vez que um vazamento de gás pode impactar diretamente na segurança de todos – e uma explosão em um edifício pode ter consequências graves.

A pergunta da semana é:

Em um condomínio em São Paulo, onde o abastecimento de gás é encanado, gás natural fornecido pela concessionária, existe alguma lei que determina o teste de estanqueidade periódico?

Confira as respostas dos nossos especialistas:

Teste de estanqueidadeStefan Jacob:

Não há uma lei específica que obrigue o condomínio, em um tempo determinado, a fazer o teste de estanqueidade das instalações de gás. Porém, toda vez que você for renovar o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), é obrigatória a apresentação desse laudo.

Então, dependendo do tempo que você tem até o vencimento do laudo de estanqueidade, você precisa renová-lo. Como síndico, eu indico que seja feito todo ano, principalmente nos prédios mais antigos. Assim, você não está cumprindo só uma obrigação, mas está garantindo a segurança de todos os moradores.

 

Teste de estanqueidadeLigia Ramos: A concessionária já controla isso de uma maneira muito precisa. Por qualquer motivo, a concessionária vai cortar o fornecimento de gás do condomínio – inclusive nas unidades autônomas, porque às vezes, dependendo do condomínio, a gente tem um medidor central embaixo, temos os outros medidores que podem fazer uma medição individualizada.

Havendo qualquer tipo de vazamento, baixa de pressão na rede, a concessionária corta. Agora, vamos falar do que é, de fato, obrigatório: obrigatório é que as pessoas, de forma muito consciente, façam manutenções dentro das suas unidades.

Sabe aquela mangueirinha do gás? Aquilo tem validade, tem que se trocado. Aquecedor de passagem também tem que ter manutenção nos bicos. Vocês sabem, pode dar uma queima incompleta, e gerar monóxido de carbono, que é muito tóxico.

A gente pode dizer é que não existe uma lei, existe uma boa prática, e com gás não se brinca. Instalação de gás não pode ser feita por quem é leigo. Instalação de gás tem norma, deve ser feita de uma maneira que o tubo fique encapsulado, não pode ficar solto pelo teto de gesso, e não pode estar lado a lado com a fiação elétrica.

A gente deve obedecer essas boas práticas e, claro, periodicamente, deve-se fazer a manutenção dentro das unidades, assim como o síndico, nas áreas comuns.

Teste de estanqueidadeMauro Conte: Com relação ao laudo de estanqueidade do gás, não é uma obrigatoriedade. Na verdade, na prática, os condomínios não fazem anualmente como recomenda a norma.

Existem alguns sinais importantes que o síndico deve observar para contratar um laudo de estanqueidade. Por exemplo: elevação da conta de gás, odor.  A qualquer sinal  de vazamento de gás é recomendável fazer um teste de estanqueidade.

Mesmo para a renovação do AVCB, o Corpo de Bombeiros não pede esse laudo. Então, o importante é a observação. Quando houver qualquer sinal de vazamento, odor ou mesmo um valor da conta acima do normal, eu recomendo fazer o laudo de estanqueidade.

Confira os últimos SíndicoLab Responde:

Teste de estanqueidade SíndicoLab RespondeCurta nosso YouTube

Curta nosso InstagramCurta nosso Instagram

Curta nosso FacebookCurta nosso Facebook

Teste de estanqueidade SíndicoLab RespondeCurta nosso LinkedIn

Teste de estanqueidade SíndicoLab Responde Confira nosso Site

Teste de estanqueidade

Teste de estanqueidade SíndicoLab Responde

 

Compartilhe com seus amigos

Artigos

Inscreva-se nos cursos SíndicoLab Play!

Colunistas SíndicoLab

Assuntos

Artigos relacionados

Rolar para cima