fbpx

Seu síndico e sua administradora precisam estar na mesma cidade?

 

Fúlvio Stagi*

O texto de hoje é para você que quer crescer no mercado condominial e está tendo demanda de outras cidades.

Meu nome é Fúlvio Stagi, sou síndico profissional, morador de Resende/RJ e administro hoje 92 condomínios de 8 cidades. Dos 92 condomínios sou Síndico de 43 condomínios de 5 cidades diferentes.

Mas como conseguir isso? Como ser síndico em cidades diferentes, como ser administradora de condomínios de cidades de diferentes. Vou tentar explicar um pouco de cada.

Primeiramente a geografia de minha região ajuda bastante. Moro no eixo Rio / São Paulo, cortado por uma das mais importantes rodovias do Brasil, a Rodovia Presidente Dutra.

Portanto, como síndico profissional, chego às vezes mais rápido em um condomínio de outra cidade que um síndico profissional de grandes capitais. Costumo dizer, às vezes, em assembleia quando o morador pergunta, onde você mora? E eu respondo, a 40 minutos do condomínio!!! No exemplo é Resende/Volta Redonda.

E aí para ser síndico em cidades diferentes, não é diferente de ser na sua própria cidade. O que precisamos é contratar uma boa administradora, e ter bons parceiros.

Eu, particularmente, procuro automatizar bastante os processos, bons apps das administradores, um bom canal de comunicação com os moradores (não uso WhatApp) e como sempre digo, estar disponível. As pessoas passam a entender que mesmo você não morando no condomínio, não morando na cidade, você está sempre disponível.

Como administradora, entendo hoje que o processo está muito mais fácil.

Como dissemos e muito em 2020, na pandemia, todos os processos tecnológicos foram acelerados. Eu particularmente troquei de sistema em maio de 2020. Queria algo mais digital, mais conveniente, com melhor comunicação entre moradores, administradora e síndico.

Busquei um sistema que englobasse todos esses itens. Graças a Deus foi um sucesso.

Hoje temos síndico em Arraial do Cabo, a 4 horas de minha cidade, da capital, no Rio de Janeiro, em Barra do Piraí, enfim, dá para atender o Brasil!

Fúlvio, mas o Brasil? Sim!!!

Vocês nunca ouviram falar da pasta digital? Isso facilitou todo esse processo! Mas como proceder? Bom, precisamos entrar em contato com todos os fornecedores do condomínio e estreitar o canal de comunicação. Tudo deverá ser enviado por email, nuvem compartilhada para envio de documentos, etc, em formato PDF. E o síndico deverá proceder da mesma forma, scanear o documento e enviar para a administradora em PDF.

Conta em banco, hoje quase todos não há mais a necessidade de o síndico ir até a agência, tudo é enviado digitalmente, ATA, convenção, etc. A certificação digital também está sendo feita por reconhecimento facial a distância, enfim, é claro que nem todos os condomínios seguirão essa fórmula, pois existem síndicos que não querem e não acompanham bem essa tecnologia e aí acaba não valendo a pena.

Dica: Procure um bom software – e temos vários hoje no mercado – que opere direto na nuvem.

Busque um prédio de preferência pequeno, com pouco movimente e vá amadurecendo os processos, rodando bem!!! Sucesso!!!

*Fúlvio Stagi é síndico profissional e proprietário da S.M.T. Gestão de Condomínios

Seu síndico e sua administradora precisam estar na mesma cidade?

 

Compartilhe com seus amigos

Artigos

Inscreva-se nos cursos SíndicoLab Play!

Colunistas SíndicoLab

Assuntos

Artigos relacionados

Rolar para cima