fbpx
Quem é o síndico? Com Sid Araújo

Quem é o síndico? Com Sid Araújo

 

O  convidado dessa semana do quadro “Quem é o Síndico?” é Sid Araujo. Ele tem 48 anos é proprietário da GJL Condomínios e é pai da Giovana, Julia e Letícia – as iniciais que formam o nome de sua empresa – em uma forma de trazer sua família mais próxima de sua atuação profissional. Atualmente ele está à frente de 13 condomínios, como foco nos Jardins, perto da avenida Paulista, Vila Mariana, como foco nos empreendimentos de médio a alto padrão.

Sid está no mercado desde 2015, e começou como a grande maioria dos síndicos profissionais: atuando onde mora.

“Lá comecei como conselheiro, depois fui para subsíndico. A sindicatura acabou caindo no meu colo. O síndico anterior teve um problema de saúde, e precisou se desligar. E eu acabei recebendo essa missão”, relembra ele, que se refere a este momento como ter sido picado por um bichinho.

“Comecei a gostar muito do que eu fazia, fui atrás e me profissionalizei e agora estou aqui, com essa bagagem toda”, aponta.

Histórico de vida em condomínio

 

Sid conta que a sua em vida em condomínio acontece desde sempre.

“Morei na Cidade Tiradentes, e tive a experiência de viver em condomínio lá. Era uma COHAB (Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo), eu tinha dez anos de idade. Acho que isso serve para quem vive em condomínio entender como é a dinâmica de respeito às regras. Cresci dentro de um condomínio, de um apartamento, sabendo das coisas que você deve respeitar. Vivi lá por 30 anos”, conta Sid.

Hoje, ele continua morando em condomínio. Mas optou pela região do zoológico, na zona sul –e comprou na planta.

“Foi muito legal porque vivemos aquela expectativa de ter um apartamento em construção. Depois o apartamento saiu, fomos receber as chaves. Então, nós vivemos toda a experiência que, muitas vezes, o síndico acaba entregando o condomínio em implantação. Vivemos os dois lados”, registra ele.

Sid sabe, também, como a implantação é um momento especial – e desafiador – para o síndico.

“Vivi também a experiência de o síndico, que estava fazendo a gestão inicial ali, que fazia algumas coisas que me incomodavam. Procurei me envolver como conselheiro, para entender o que estava contecendo, muitas vezes para poder ajudar. E, depois de dois anos, me apresentei para ajudar como subsíndico”, lembra ele.

Depois de assumir como síndico, Sid foi buscar mais informação: fez cursos na área da sindicatura.

“Hoje trabalho muito a parte de inteligência emocional. O síndico precisa ter muita atenção a isso, em como deve se portar nos ambientes”, aponta ele.

Dicas para quem está começando

 

A dica que Sid oferece para quem está começando a caminhada na sindicatura é dar atenção ao seu condômino, responda ao condômino.

“Percebo que essa é uma reclamação recorrente nos condomínios onde eu acabo de ser eleito”, explica.

Outro ponto que ele ressalta é a inteligência emocional.

“Invista na sua inteligência emocional. Buscar conhecimento de como você deve se apresentar, ter a postura correta. É importante ter o controle da emoção, ainda mais quando a assembleia está pegando fogo. É fundamental ter um ótimo controle emocional para evitar entrar nesse tipo de situação”, exemplifica ele.

Veja o vídeo completo aqui:

 

Confira os últimos quadros do “Quem é o síndico?”:

“Quem é o síndico?” é um quadro audiovisual do SíndicoLab, com todos os direitos reservados

Quem é o síndico? Com Sid AraújoCurta nosso YouTube

Curta nosso InstagramCurta nosso Instagram

Curta nosso FacebookCurta nosso Facebook

Quem é o síndico? Com Sid AraújoCurta nosso LinkedIn

Quem é o síndico? Com Sid Araújo Confira nosso Site

Quem é o síndico? Com Sid Araújo

Compartilhe com seus amigos

Artigos

Inscreva-se nos cursos SíndicoLab Play!

Colunistas SíndicoLab

Assuntos

Artigos relacionados