fbpx
Quem é o Síndico? Com Aldo Busuletti

O convidado dessa semana do “Quem é o síndico” é uma sumidade no mercado condominial: Aldo Busuletti. Há mais de 25 anos no mercado, esse grande especialista contou para o SíndicoLab, um pouco da sua história.

“Hoje atuamos em São Paulo capital, ABC, interior, Campinas, Jundiaí, e litoral. Prestamos serviços desde a Praia Grande até Riviera. Nosso plano é, em breve, chegar até a praia de São Sebastião”, conta.

 

A história da empresa

A Busuletti Síndicos e Associados começou em 1996, com Aldo como síndico morador. O condomínio era novo.

“Nas três primeiras assembleias não havia síndico. E qual o grande problema? Naquela época, não se entregava empreendimentos instalados sem um síndico. E também não existia a figura do síndico profissional. Então, as duas primeiras assembleias sem síndico – e eu precisando do meu apartamento, não entendia nada de condomínios, mas na terceira assembleia, eu levantei a mão e me ofereci para o cargo”, relembra ele.

Ele conta que o intuito era permanecer cerca de três meses no cargo para que pudesse receber sua unidade.

“Infelizmente não foi assim. Eu fiquei os três meses – sempre pensando em sair -, mas me pediram para finalizar o mandato e eu fiquei um ano. O prédio foi muito bem instalado, com diversos itens de lazer”, conta.

O primeiro condomínio cliente veio do convite de uma grande administradora, que estava passando pela mesma situação que o prédio de Aldo havia passado: um empreendimento novo sem ninguém querendo ser o síndico. A princípio, Aldo estranhou.

“Mas eu nem moro lá, não tenho apartamento. Como é que eu vou fazer? A pessoa disse para eu ir me apresentar, porque a convenção, nesse caso, admitia uma administrador externo”.

O próximo passo foi descobrir como seria a remuneração pelo serviço.

“Eu gosto muito de motos. Fui numa loja, vi a moto que eu queria, perguntei quanto ficaria em 24 vezes – já que o mandato era de dois anos. Liguei para a administradora e foi esse o valor que eu passei, e que foi aceito. Isso foi em 1997”.

Depois disso, ele conta que foi eleito sem nem ter se candidatado.

“A administradora me ligou e disse que eu havia sido eleito, mas eu nem estava lá! E foi assim que começou. Sei que em 1999 eu já era síndico de oito condomínios, e ninguém falava ainda de síndico profissional”, recorda-se ele.

Outro ponto importante foi a formalização da empresa, após a sugestão de um amigo advogado.

“Naquela época não existia CNAE para síndico profissional, mas eu precisava conseguir, com o meu contador, um CNAE que se encaixasse em administração de bens imóveis. Então, em 1999, eu abri a primeira empresa de síndico profissional, pelo que eu tenho de entendimento, a minha foi a primeira”, aponta Aldo.

 

Crescimento da empresa

Até 2002, 2003, Aldo administrava sozinho cerca de 15 empreendimentos. Começou a perceber que sua maneira de tocar os condomínios estava, sim, dando certo.

“Coloquei o modo de administrar, meu, que estava dando certo, nos condomínios. O modo de operar, de trabalhar, de fazer as visitas ao condomínio, como atender os condôminos, começou a dar certo e a crescer. Aí, mudei o nome da empresa, e também tive que mudar de ME para empresa, devido ao aumento da arrecadação. E, em 2009, abri a Busuletti Síndicos Associados, que trabalha no formato de escritório de advocacia”, explica.

Aldo é o sócio majoritário, e conta com outros três sócios menores, aquisitivos, e tem os associados dentro da empresa.

“Nesse modelo estamos crescendo, impondo as mesmas questões que eu impunha em 1999”, aponta Aldo.

Saiba mais sobre a trajetória profissional de Aldo Busuletti no vídeo abaixo:

Confira outros vídeos da websérie “Quem é o síndico?”:

 

O “Quem é o Síndico” é um formato audiovisual desenvolvido, gravado e editado pelo SíndicoLab.

Compartilhe com seus amigos

Artigos

Inscreva-se nos cursos SíndicoLab Play!

Colunistas SíndicoLab

Assuntos

Artigos relacionados

Rolar para cima