De porteiro a síndico profissional

 

Hoje estreia o segundo episódio da websérie original SíndicoLab “Quem é o síndico”, com o Francisco dos Santos. Ele, que começou no mercado condominial como porteiro, hoje é um síndico profissional de sucesso, atendendo grandes empreendimentos comerciais e residenciais.

 

A ideia do quadro é mostrar quem são os maiores síndicos profissionais de São Paulo, já que a pergunta “Quem é o síndico?” é uma das mais feitas em condomínios – principalmente quando se trata de um gestor profissional.

O escolhido para essa semana foi Francisco José dos Santos, conhecido no mercado como Chico 220, da empresa F220.

“O SíndicoLab é um parceiro  incrível, e foi muito bacana poder contar um pouco da minha história para outros síndicos profissionais, sejam os colegas mais antigos ou para quem está começando na carreira”, analisou.

 

Trajetória da carreira

Chico começou como porteiro, passou pelo cargo de zelador e, assim, foi entendendo melhor como funciona o condomínio e como poderia oferecer o melhor serviço possível. Atua como síndico profissional já há 16 anos.

Nesta trajetória, também se formou em administração de empresas, em 2008. Depois, conseguiu atuar em parceria com uma incorporadora e construtora.

“Ali foi minha primeira oportunidade como síndico profissional”, pontua. Desde então, administrou empreendimentos de diversas torres, condomínios-clube, e condomínios em endereços renomados, como na avenida Juscelino Kubitschek, na avenida Águas Espraiadas – próximo à ponte Estaiada, entre diversos outros.

Ele também conta que diminuiu o número de empreendimentos na carteira. Apesar da F220 já ter administrado 16 condomínios simultaneamente, hoje cuida de oito.

“Como não trabalho como preposto, prefiro apostar na qualidade das entregas aos moradores e condomínios, e também ter tempo para a família”, explica.

O ano de 2012 foi o momento de estruturar melhor a F220.

“Contratei uma assistente administrativa e um pessoa de supervisão operacional, o que dá muito apoio para o trabalho do síndico profissional. A assistente administrativa pode, por exemplo, quando o condomínio está cotando um produto ou serviço, ajudar no momento do pedido dos orçamentos. Assim, além daqueles enviados pela administradora, o conselho e o síndico vão contar com mais três opções”, enumera ele.

 

Como começar como síndico profissional?

Chico explica que dar o primeiro passo é importante, e que é possível iniciar no mercado com bons cursos, indicados por profissionais sérios e empresas idôneas – mas que nem sempre começar pelo curso de síndico profissional é uma boa.

“Sempre digo que o síndico não é nada sem um bom zelador. Por isso, também vale fazer cursos de zelador e portaria, para entender melhor a dinâmica, o dia a dia de um empreendimento. Só aí faça um curso de síndico profissional”, ensina.

Ele também pontua sobre a responsabilidade de estar à frente do condomínio como síndico.

“Não adianta fazer um curso e já sair síndico. A responsabilidade é muito grande mesmo. Não é fácil. Mas, para quem gosta, é maravilhoso. Porém, é de suma importância estarmos cientes de que somos resposáveis civil e criminalmente por qualquer situação que venha a ocorrer no condomínio”, ressalta ele.

 

Erros como síndico

Lidar com muita gente, um grande volume de moradores, pode ser um desafio e tanto para os síndicos profissionais – principalmente quando a agilidade na resposta é uma meta.

“Uma vez, uma moradora me escreveu pedindo para usar o salão de festas para um workshop. Na hora, autorizei. Às vezes, por falta de atenção, você erra o foco. Posteriormente, o subsíndico e alguns moradores entraram em contato comigo, para explicar que aquela reserva não era permitida no condomínio, e tive que cancelar com a moradora.  Quando tivemos uma assembleia, pedi para que ela se levantasse e me desculpei com ela na frente de todos, na frente de mais de 300 pessoas. Nem sempre a gente acerta”, pondera ele.

Um olho clínico ajuda a entender melhor as pequenas falhas e a corrigi-las.

Confira, no vídeo, sobre como o Francisco chegou no patamar atual, por que aposta em uma gestão familiar da sua empresa e como ele vê a comunicação com os condôminos no vídeo abaixo!

 

 

A série “Quem é o síndico?” é uma produção audiovisual do SíndicoLab.

De porteiro a síndico profissional

De porteiro a síndico profissional

 

Compartilhe com seus amigos

Artigos

Inscreva-se nos cursos SíndicoLab Play!

Colunistas SíndicoLab

Assuntos

Artigos relacionados

Rolar para cima