fbpx

Condomínios de veraneio

 

Uma palavra essencial que o sindico deve usar com a chegada das festas de final de ano e férias é organização.

Sim , organizar o condomínio para esse período é muito importante , ainda mais agora que as pessoas estão ansiosas para se confraternizar após um período extenso de quarentena.

Isso serve não só para os condomínios da capital mas para os do litoral também, que nessa época recebem muitos veranistas, apesar do ano ter sido totalmente atípico.

Atípico porque muitos resolveram morar no seu apto de veraneio e com isso a atenção para todas as questões foi redobrada.

De um modo geral, a maior diferença está que nos da capital os cuidados devem ser pelo esvaziamento de pessoas ,não esquecendo os que ficam para tirar as férias e as condições de uso devem estar muito bem conservadas.

Uma das maiores preocupações são as crianças de férias, elas ficam livres e soltas.

Por este motivo os cuidados de manutenção com o playgroud, quadra poliesportiva, salão de jogos entre outros devem estar muito bem realizados.

Esse é um tema que envolve segurança, e deve ser tratado com atenção. Os brinquedos devem estar em conformidade com as normas nacionais de segurança(NBR 14.350).

A piscina é outro local muito freqüentado neste período e deve ser verificada toda sua estrutura, se há azulejos soltos, se o piso do deck está em condições, entre outros aspectos de segurança.

Nas piscinas, por serem muito mais usadas, deve haver um cuidado muito maior com a qualidade da água.

Alem de pensar nos aspectos da recreação e divertimento, temos outros aspectos a serem garantidos.

No litoral, no grupo de manutenção abaixo elencados a atenção deve ser redobrada pelo numero de pessoas que passam a usar o condomínio.

a) Elevador deve estar sem nenhuma pendência de manutenção preventiva, para que não haja surpresas, já que o fluxo de movimento muda muito e requer atenção redobrada;

b) O gerador deve estar com o filtro trocado e tanque cheio de combustível para estar pronto para uso; em algumas cidades litorâneas o uso do mesmo cresce pois a demanda de energia aumenta e muitas redes públicas não tem suporte causando picos de energia.

c) Bombas de recalque devem passar por uma revisão detalhada para não faltar água, pois é mais exigida pelo fluxo de pessoas aumentarem muito.

d) Portões: passar por uma revisão fina, para assegurar o funcionamento correto do equipamento.

No próximo grupo de manutenções, abaixo, se refere a segurança estrutural da edificação e devem ser verificados com maior frequência, não só pelo período de férias e sim pela época de chuvas e raios mais intensos.

1) Os pára-raios deve estar com o laudo em dia, pois é um fator que protege a edificação e suas instalações elétricas , é uma obrigação legal do síndico;

2) As bombas de escoamento precisam ser revisadas, devido a possibilidade de alagamentos, principalmente nos subsolos;

3) As calhas, ralos, barrilete, etc., devem ser checados, para garantir o escoamento correto da água da pluvial;

Não podemos esquecer do risco de incêndio e a revisão dos itens de segurança que seriam: Extintores, mangueiras, bicos, tudo que é necessário no combate ao fogo deve estar em dia

Outro ponto que deve ser muito bem feito é a comunicação.

Nos condomínios do litoral, por ser uma época com mais pessoas circulando pelo condomínio, é fundamental que haja uma comunicação focada nas situações que devem ser evitadas.

A proibição de soltar fogos seja da área comum ou da área privativa. É perigoso e pode causar incêndios e feridos.

As festas nas unidades acontecerão com mais freqüência nesse período. É natural que os encontros se prolonguem um pouco além do horário permitido. Nesses casos é importante usar o bom senso. Um pouco de barulho até um horário razoável pode ser tolerado. Som altíssimo até altas horas da madrugada podem ser um problema, mesmo em datas festivas.

Com as festas, alguns podem exagerar no álcool , casos piores se forem com adolescentes, assim é importante evitar que pessoas circulem pelas áreas comuns intoxicadas.

Caso seja um convidado, é importante sinalizar o morador anfitrião, para evitar problemas com os outros vizinhos.

Uma dica ao profissional da sindicatura que se for síndico em condomínios de veraneio é que evitem nesse período de tirar férias e se afastar, pois, será o período em que será avaliado.

Na capital a dica é contrária: procure descansar nunca deixando de avisar os conselheiros e se alinhar com o zelador além, se possível, deixar um preposto para as emergências.

Por fim, vale lembrar ainda, que tem as normas por conta do coronavírus. Os condôminos precisam respeitar a quantidade mínima e a utilização de máscara nesses espaços. A doença ainda não acabou e o condomínio precisa ampliar a fiscalização.

Boas festas e um feliz 2022.

Aldo Antonio Busuletti é síndico profissional há 25 anos

Condomínios de veraneio

Compartilhe com seus amigos

Artigos

Inscreva-se nos cursos SíndicoLab Play!

Colunistas SíndicoLab

Assuntos

Artigos relacionados

Rolar para cima