fbpx
Alain Dezordi Angelo Quem é o síndico

Alain Dezordi Angelo Quem é o síndico

 

Desperta a curiosidade ver um síndico tão jovem como Alain Dezordi Angelo, da A síndico, se tornando um síndico profissional com número tão alto de clientes. Quer saber como ele chegou até aqui? 

Alain começou cedo na sindicatura. Hoje, aos 33, já conta com dez anos de estrada no mercado condominial. Ele é formado em administração e atua, principalmente, no interior paulista. Sua sede fica em São José do Rio Preto, mas sua empresa está em oito cidades atualmente.

“Não sou o maior do mercado. Não sou líder de mercado. Na minha cidade tem 2 mil condomínios. Estou longe ainda, mas estou no caminho, se Deus quiser”, conta ele que, no dia da gravação, já somava 144 condomínios. 

Histório positivo em apresentações

Um dos diferenciais claro de Alain é que ele nunca perdeu uma assembleia de eleição.

“Eu tenho um histórico legal, porque eu nunca me apresentei e perdi. Nunca fui para uma apresentação que fosse minha e que tenha perdido. Eu sempre tenho uma ansiedade querendo saber qual vai ser a primeira vez. Porque isso vai acontecer. Algum dia não vão gostar de mim, ou do meu trabalho, e essa primeira vez, vai acontecer”, analisa Alain.

Confira outros vídeos da websérie “Quem é o síndico?”:

Trajetória profissional do síndico

“Nós nascemos oficialmente em 2016, no CNPJ. Porém, já atuo como síndico desde a época da faculdade. Quando entrei para ser síndico no meu prédio, eu comecei a adorar o que eu estava fazendo”, relembra o síndico profissional.

Ele relata que durante a faculdade tinha desenvolvido um transtorno de ansiedade e síndrome do pânico, e percebeu que as atividades no condomínio estavam fazendo bem para ele.

“Aquela burocracia, organização de festa junina, enfeitar o elevador, até as pequenas manutenções. Não era um condomínio grande, tinha 36 unidades, e percebi que aquilo estava me fazendo muito bem. Aí, quando comprei o meu apartamento, em outro empreendimento, soube que o síndico ali ganhava cinco salários mínimos. No outro, era só a isenção da taxa”, conta ele. 

Depois disso, Alain foi bastante indicado e também trabalhou junto às construtoras. 

“Foi assim que a gente começou a engatinhar e hoje a gente é bem grande. Hoje estamos no quinto andar do shopping Iguatemi, e temos uma estrutura legal de atendimento, que funciona 24h. O escritório não fecha, sempre tem gente lá – o que é um diferencial para gente”, analisa Alain.

Erros que ajudaram a construir a reputação

“Costumo dizer que eu não sou professor, não sou palestrante. Sou síndico. E eu já errei muito”, conta o síndico profissional.

Ele frisou que no começo da carreira se aliou com algumas pessoas que, depois, se arrependeu. 

“Tive também um escritório de advocacia que, quando eu encerrei, me fez perder duas ações trabalhistas do condomínio por revelia. Eu tive que pagar essas ações”, explica Alain.

“A dica que eu dou é ter cuidado com quem a gente anda e com quem a gente está. E arregaçar as mangas. O síndico acha que depois de um período, ele não precisa mais trabalhar. Ele contrata as pessoas, quando tem seus 5, 6 condomínios, e acha que ele não precisa fazer mais nada. E é aí que está o erro principal. O síndico não pode protelar. Ele deve fazer o seu trabalho todos os dias. Isso vai trazer um crescimento muito grande”, aconselha ele. 

Confira o vídeo e a conversa na íntegra no vídeo abaixo!

O quadro “Quem é o síndico” é um quadro audiovisual do portal SíndicoLab

Alain Dezordi Angelo Quem é o síndicoCurta nosso YouTube

Curta nosso InstagramCurta nosso Instagram

Curta nosso FacebookCurta nosso Facebook

Alain Dezordi Angelo Quem é o síndicoCurta nosso LinkedIn

Alain Dezordi Angelo Quem é o síndico

Compartilhe com seus amigos

Artigos

Inscreva-se nos cursos SíndicoLab Play!

Colunistas SíndicoLab

Assuntos

Artigos relacionados

Rolar para cima